Thursday, November 5, 2009

INVASÃO

Em nome
do amor
quero
gravitar
nesse ventre
e chorar
no corte
de despedida.

Sim, despedida.

Quero esse perfume
que teimas
em escamotear,
quero atear
a loucura envolvente
que nos ocupa
na assinatura.
Quero
a procuração
sem desculpas,
desculpas às testemunhas.

Domi Chirongo

2 comments:

Erva said...

Belo poema caro Domi. POr acaso es filho de um senhor de nome Pedro Chirongo, pai de Dandarane?

Celso Fernandez said...

Mano em tertulias antigas de que tu ainda deves te lembrar, claro se quiseres te lembrar, eu sempre disse que tu ers mais e muito poeta e menos e pouco prosador. Daqui do exilio nas terras do Mswati III vai o meu sincero desejo de ver publicado u livro teu de poesia. POESIA E O RIO QUE TE CORRE. abraco